RESENHA LIVRO-ME - ÁUREA STELA


Título Original: Livro-me
Autora: Áurea Stela
Editora: Pandorga
Páginas: 128
Sinospe: Talvez o prezado leitor possa considerar que o título desta obra sugira que algo ou alguém necessite desfazer-se de alguma coisa. A licença poética, contudo, permite-me transformar o substantivo “livro” em verbo. Neste caso, o verbo “livrar-se” toma para si o sentido do substantivo e deixa de significar desfazer-se ou tornar-se livre de alguma coisa, passando a exprimir a ideia de transformar-se em livro.
Esta é a minha segunda coletânea de crônicas. Penso que agora estou definitivamente me livrando, isto é, traduzindo, cada vez mais, ideias em palavras, transformando-as em livros. Quando faço este movimento – que se inicia de fora para dentro, mas que só se concretiza quando ponho para fora reflexões em palavras escritas – livro-me. As ideias estão dentro de mim, porém, quando livro-me, não me pertencem mais, ganham mundo, vão viajar por onde nem se pode imaginar, passando por tantos outros pensamentos. 
Contudo, eu também acabo me livrando, no sentido literal, tornando-me mais leve, quando faço materializarem-se, no papel em branco, sentimentos relacionados às dores do mundo, da alma e de amores de que falava na minha obra anterior, Palavralgia, e que continuo abordando no presente trabalho. 
Livro-me quando ponho a esburacada alma para fora. Só a sutil substância, de que é formada a imaginação, é passível de preenchê-la, transformando o que é oco em algo um pouco mais substancial.
Então, em vez de pedir a Deus que me livre, digo “Deus me livro”, doando, assim, um pouco de alma, uma pequena contribuição, com aquilo que mais gosto de fazer: livrar-me.
Então, livrai-me, Senhor!

RESENHA

Hey, Hey, HEEEEEYYYY!  Tudo bom contigo? Espero que sim, vamos a mais uma resenha o/ Estou feliz, pois já era pra ter postado essa resenha há umas semana e nunca conseguia, mas agora foi e let’s go!
O livro de hoje é o Livro-me que Não! Não e não. Ele não vai falar de relacionamento que acabou ou qualquer coisa do tipo. Esse é o segundo livro de coletânea de crônicas dela (o primeiro vai ter resenha também).
O livro é uma espécie de diário onde vamos ter datados os dias que ela teve certos pensamentos, ideias e lembranças.
E os pensamentos dela são sensacionais, é como ela chegasse com você e tivesse uma conversar muito interessante a respeito de tudo e de nada.
QUER UM EXEMPLO? VAMOS LÁ!
“Um dos textos dela se chama ‘Abunda” e ela começa dizendo: “Eu queria falar sobre a bunda”. Do que você precisa mais do que isso? Ela vai falar que a valorizamos muito a bunda em comparação com o cérebro. “Que tal deixar todo mundo babando com o rebolado do seu cérebro?” Vamos rebolar esse cérebro!
Achei engraçado que tem um texto que se chama “Só queria entender” e o texto logo em seguida se chama “Não é pra entender”
Eu pensei rir e lagrimei com esse livro, parecia um vídeo da JoutJout em palavras.
No final do livro ela diz assim:
Prezado leitor,
Se você leu este livro até o final, será de grande valia saber com que texto você mais se identificou e por quê...
Respondendo sua pergunta:
UM dos que gostei foi “Entre laços e nós”, mas ele é muito grande para por aqui então vou por uma parte chave pra mim.
“O destino é assim, um eterno fazer, desfazer e refaze a própria história, encontrando-se, perdendo-se para encontrar-se, perdendo-se para encontrar-se de novo ou, talvez, perde-se para sempre para achar caminhos outros no entrecruzar das estradas. Nós não desfeitos acabam sendo absorvidos pelas tramas do tecido, são como cicatrizes escondidas.”.
Não sei o que dizer, só sentir.
É isso! Espero que tenham gostados e não deixem de conferir os links abaixo. 




RESENHA LIVRO-ME - ÁUREA STELA RESENHA LIVRO-ME - ÁUREA STELA Reviewed by Unknown on terça-feira, maio 02, 2017 Rating: 5

10 comentários:

  1. Oii Douglas.
    Esse livro pareceu super interessante. Ver os pensamentos de um autor expostos dessa maneira, sem pudores diria eu, é algo que me chama bastante a atenção.
    Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  2. Fiquei com vontade de ler. Acho que nunca li nada do gênero. Parece ser interessante e engraçado. Vou anotar o nome pra buscá-lo depois.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá tudo bem?
    Achei o livro super interessante, adoro obras publicadas em forma de diário, nos permite conhecer mais intimamente o narrador. Vou aguardar a resenha do primeiro também.

    beijinhos!
    http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Douglas. Tudo bem?
    Gostei da sua resenha! Amei a foto.
    Esse livro vai para a minha lista.
    Um abraço,
    Keth.
    Blog: www.parbataibooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie
    Eu não conhecia mas pela sua resenha parece ser bem interessante e diferente. Tive essa impressão.
    Já vou anotar, esse com certeza, quero conferir.

    Fernanda
    http://condutaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Diferente com certeza, mas parece bem humorado!

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, Douglas!
    Primeiro, adorei a resenha! E segundo, que livro diferente haha' adorei essa forma de pensamento do autor, interessante.

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Adorei a capa e achei bem interessante, mas faltou algo a mais para me cativar por completo, sabe? Mas vou anotar a dica.

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
  9. Bem diferente! Gostei, vou procurá-lo para ler
    Beijos

    coresliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  10. Obrigada, Douglas, pela linda resenha do meu livro! 🌺

    ResponderExcluir

Romário Bispo